Green Tech: o que é e por que é tão valiosa?

Atualizado: Jun 26

Green Tech refere-se a tecnologia considerada amiga do meio-ambiente com base no seu processo de produção ou na sua cadeia de abastecimento.

Green Techs

Green Tech - que é uma abreviatura de "green technology" (ou tecnologia verde em tradução livre) - é o termo utilizado para falar sobre empresas de tecnologia que atuam com foco em sustentabilidade, preservação de recursos naturais, desenvolvimento sustentável e demais temas ligados à recuperação e conservação ambiental.


Embora o mercado de tecnologia verde seja relativamente jovem, ele atraiu um interesse significativo dos investidores devido à crescente conscientização sobre os impactos das mudanças climáticas e o esgotamento dos recursos naturais.


Características da Green Tech


Uma empresa considerada Green Tech terá em seu core de negócios uma missão que remeterá a algo relacionado ao meio ambiente, como reparar os danos causados a ele no passado ou conservar e preservar os recursos naturais da Terra. Algumas características de destaque, tratando-se de tecnologia são:


Green Tech - ou tecnologia verde - é um termo que descreve o uso de tecnologia e ciência para criar produtos mais ecologicamente corretos.
As missões da Green Tech é proteger o meio ambiente e, em alguns casos, até mesmo reparar danos anteriores causados ao meio ambiente.
Exemplos de Green Tech incluem a infraestrutura de tecnologia usada para reciclar resíduos, purificar água, criar energia limpa e conservar recursos naturais.

O uso de Green Tech pode ser uma meta declarada de um segmento de negócios ou de uma empresa.


Essas metas são normalmente descritas na declaração ambiental, de sustentabilidade e de governança (ESG) de uma empresa ou podem até ser encontradas na declaração de missão de uma empresa. Cada vez mais, os investidores socialmente responsáveis estão procurando reduzir seus investimentos potenciais para incluir apenas empresas que empregam ou produzem especificamente tecnologias amigas do meio ambiente.


Embora Green Tech tenha se tornado cada vez mais popular na era moderna, elementos dessas práticas comerciais têm sido usados desde a Revolução Industrial. Começando no início do século 19, alguns fabricantes têm procurado reduzir suas externalidades ambientais negativas, alterando os processos de produção para produzir menos fuligem ou resíduos de subprodutos. Ainda assim, a tecnologia verde como um setor de negócios reconhecido não se desenvolveu realmente até o início dos anos 2000.


De acordo com um relatório de 2018 divulgado pelas Nações Unidas, o investimento global em energia renovável e processos de Green Tech ultrapassou US $ 200 bilhões em 2017; $ 2,9 trilhões foram investidos em fontes como energia solar e eólica desde 2004.

O relatório da ONU também afirmou que a China foi o maior investidor global no setor, com aproximadamente US $ 126 bilhões investidos em 2017.


Não é à toa o aumento exponencial de capital neste tipo de tecnologia, pois essa é uma demanda crescente em todos os seguimentos de consumo. A pesquisa feita pelo Unior + Webster aponta que 87% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas sustentáveis quando há essa possibilidade, ou seja, as empresas Green Tech tem o papel de contribuir para que cada vez mais negócios se tornem mais sustentáveis e, assim, conquistem seus clientes uma vez que estes estão mais exigentes.


Green Tech e os Fundos de Investimentos


Os investidores podem optar por apoiar iniciativas de tecnologia verde por meio da compra de ações de uma empresa que emprega práticas de Green Tech. Esse tipo de investimento às vezes é chamado de investimento socialmente responsável (SRI). Esses investidores podem recorrer a fundos de investimento conhecidos como fundos verdes, green bonds, fundos SRI ou fundos ESG. Esses fundos contêm empresas de capital aberto que são líderes no emprego de tecnologias verdes.

Greentech e Green Bond

No entanto, é importante observar que o termo "verde" pode ter muitas interpretações e aplicações, que variam de um setor para outro. Se um investidor estiver interessado em apoiar iniciativas de tecnologia verde por meio de seus investimentos, é importante que ele pesquise exaustivamente a validade das afirmações de uma determinada empresa sobre políticas, padrões e realizações verdes.

Exemplos de uma Green Tech


Reciclar

A tecnologia verde é utilizada no processo de reciclagem, bem como na incineração de resíduos. O material reciclável pode ser usado na fabricação de plásticos, fertilizantes e combustível. Green Tech também pode fazer parte do processo de produção, como processos para "reciclar água" ou resíduos no processo de fabricação.


Água limpa

Green Tech é usada para purificar os recursos hídricos em todo o mundo. Em partes do mundo onde os recursos hídricos são escassos, as tecnologias verdes podem ser empregadas para purificar a água suja ou remover o sal da água do mar para aumentar a disponibilidade de água potável. Um exemplo prático deste tema, pode ser visto no artigo "Estação Vila Olímpia da CPTM é a primeira estação sustentável do Brasil" onde é possível ver o case da empresa ONE NBS, do Grupo VG, que utilizou a solução baseada na natureza de Wetland construída para purificar águas de esgoto e reutiliza-las em sistemas de rega do paisagismo.


Ar puro e redução de CO2

Green Tech também pode se referir a tecnologias e processos que purificam o ar, reduzindo as emissões de carbono e gases que são lançados no ar pelas fábricas.


Energia

Green Tech pode ser usado ainda em processos destinados a conservar energia, como luminárias com eficiência energética. A tecnologia verde também é usada para criar fontes alternativas de combustível mais ecologicamente corretas do que os combustíveis fósseis. Os combustíveis fósseis geralmente criam resíduos como um subproduto de sua produção. Barragens solares, eólicas e hidrelétricas são exemplos de tecnologia verde porque são mais seguras para o meio ambiente e não produzem subprodutos de resíduos de combustíveis fósseis. Além dos benefícios ambientais dessas fontes alternativas de energia, elas também podem ser usadas para abastecer uma casa ou uma usina de energia elétrica.


Design de Produtos

Empresas que desenvolvem produtos focados em sustentabilidade também são Green techs. Produtos como os vasos auto irrigáveis da Vertical Garden são um exemplo do uso da ciência e tecnologia que unem em um único produto os tópicos acima, desde redução a consumo de água até a redução de CO2 gerado por transportes excessivos de reposições de vegetação.

Green Tech Produtos
Floreiras Corporativas na Sede do Ifood utilizam alta tecnologia que otimizam resultados

A prática cuida não só do aspecto funcional do item, mas se preocupa também com toda a cadeia de produção: desde uma relação justa com fornecedores até a extração responsável de recursos naturais e o cuidado no descarte dos resíduos gerados no processo. Existem diversos outros exemplos que enquadram-se como Green Tech, como já dissemos aqui, qualquer tecnologia desenvolvida com premissas de recuperação e preservação ambiental, podem ser categorizadas dentro deste espectro.

Green Tech Corporativo


A sustentabilidade vem conquistando cada vez mais importância no mundo contemporâneo.

Sabemos que, mantido o ritmo atual de produção e consumo, não haverá como garantir os recursos naturais suficientes para uma vida digna das gerações futuras.


Com base nos pilares do ESG, é possível desenvolver ações nos âmbitos pessoal, comunitário e global, sendo elas capazes de minimizar os impactos negativos provocados pelo homem.

Neste contexto, as corporações estão em uma grande mudança de cenário, politicas e processos a fim de incorporar em suas estratégias corporativas o uso de Green Tech a fim de atender esse novo requisito de mercado. É preciso estar resolvido a de fato fazer mudanças, e uma coisa é certa, a longo prazo essas mudanças podem garantir a sobrevivência de uma corporação.


Por exemplo, já em 2004, a Starbucks Corporation (SBUX) realizou um estudo para medir as emissões de gases de efeito estufa da empresa. O estudo revelou que 70% das emissões da empresa vieram da compra de energia elétrica para abastecer suas lojas. Como resultado, a empresa tem trabalhado para obter toda a sua energia de fontes renováveis para todas as operações globais, incluindo a cadeia de suprimentos global da empresa e escritórios corporativos.

Green tech o que é?
Logo Moss: Implantar e comunicar corretamente práticas sustentáveis é premissa para futuro de empresas

De acordo com a Starbucks, em 2018 a empresa fez investimentos em energia eólica e solar. Por exemplo, na Carolina do Norte, a empresa comprou uma fazenda solar de 140.000 acres. Esta fazenda supostamente fornece energia limpa suficiente para abastecer o equivalente a 600 lojas de varejo Starbucks. Em 2019, a empresa também investiu em projetos eólicos, que se destinam a fornecer energia para 116 lojas na área de Seattle, Washington, bem como lojas no estado de Illinois.


Com a atenção dos grandes investidores e a disposição das grandes redes a tecnologia verde, Green Tech, veio para ficar. Mas existem diversos modos de implantar tecnologias baseadas na natureza dentro de uma corporação, desde a redução e neutralização das emissões de carbono em suas operações até adoção de biotecnologia em processos produtivos. Se sua empresa está estudando meios de reduzir a emissão de GEE, consolidar estratégias ESG ou implantar novas tecnologias baseadas na natureza, o GRUPO VG tem em sua holding a Green Tech que você precisa!

empresas green tech

minidoc_grupovg.jpg

MINI DOC: O PROJETO DE INTEGRAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE, DESING & BRANDING

Assista ao documentário e conheça na prática a integração de discplinas das empresas do GRUPO VG: Design, Sustentabilidade, Branding & ESG.

Post Archive 

Tags